Baixou a prestação da casa em 190€ sem fazer quase nada e sem qualquer custo. Só teve que fazer isto!

Se te custa pagar a prestação da casa ao fim do mês vais adorar saber isto! Esta é a dica do ano! Vais conseguir poupar largas centenas de euros por ano, e sem ter trabalho nenhum!

“Fazer alterações ao crédito habitação não é nenhum drama. Existem milhares de pessoas na mesma situação do Sr. Paulo Pimenta, que podem baixar consideravelmente o valor mensal que pagam ao banco do seu crédito habitação, mas que por não saberem, ou julgarem que é muito trabalhoso, ou até por terem medo de mexer no crédito habitação por causa das “linhas pequenas que estão lá escritas nas condições”, deixam-se estar na situação em que estão, a pagar muito mais do que deviam pagar.

A poupança por ascender às centenas de milhares de euros no final do crédito, como vai poder ver na reportagem. E quer saber o melhor de tudo? Você não tem de fazer nada(ou quase nada) e não paga nada por isso!

Se o spread que contratou com o seu banco na altura em que fez o crédito é igual ou acima dos 2%, esta é a altura certa para fazer as contas, e ver se vale a pena transferir o seu crédito para outra instituição bancária que lhe faça um spread de 1,25%(ou até inferior), e que esteja disposta a PAGAR-LHE todos os custos associados a essa transferência junto do “banco anterior”.

Existem várias empresas que fazem todo esse trabalho por si de borla como vai poder ver, existem ainda outras que cobram valores como 100€+iva(valor irrisório quando comparado com a poupança que terá). As empresas que não cobram nada ao cliente o que ganham com isso é uma comissão pelo serviço, que lhes é paga pelo “novo” empréstimo, é assim que funciona este mercado das transferências de crédito, mas o que lhe interessa a si é que não fica obrigado a nada, e no final do mês a poupança que vai fazer é enorme!

Pode tentar tratar de todo este processo sozinho(a) e até pode conseguir, mas a verdade é que a maioria das pessoas não tem o poder negocial que têm estas empresas, e por isso normalmente não conseguem. Os gestores do crédito que têm actualmente estão instruídos para “assustar” as pessoas e fazer com que permaneçam “agarradas” ao crédito que têm actualmente, mas estas empresas não vão nessas cantigas e existem para o(a) ajudar.

Na reportagem que vai ver a seguir e que seguiram estas dicas vai ver dois casos, um deles poupou 130 mil euros no total do crédito, a outra poupou mais de 80 mil. Se isto não for suficiente para acreditar que realmente não tem de fazer nada, e que é MESMO possível baixar a mensalidade do seu crédito, então lamentamos…mas não o(a) podemos ajudar mais, é porque você gosta de ser “roubado(a)”.

Veja aqui como fazer, e PARTILHE esta informação com todos os seus amigos e familiares. Está na altura dos bancos começarem a perceber que os portugueses não são burros!

Fonte: https://www.facebook.com/contaspoupanca
Retirado de muitofixe.pt

O que devo fazer se baterem no meu carro e fugirem? É isto que tens de fazer!

Muita gente não sabe, mas é muito importante saber o que deves fazer, nunca se sabe quando vai ser preciso…

O fundo de garantia automóvel indemniza as vítimas de acidentes quando o culpado é desconhecido ou não tem seguro. Mas accionar o fundo não é fácil. Conte com requisitos apertados e tempos de espera elevados.

Este fundo público, gerido pela Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, indemniza as vítimas pelos danos resultantes de acidentes de viação em que o responsável é desconhecido ou não tem seguro válido. Existe desde 1979 e é financiado por todos os condutores com seguro automóvel, revertendo 2,5% do prémio anual do seguro obrigatório para o fundo.

Direito a indemnização? Nem sempre

As indemnizações podem atingir 1 milhão de euros para danos materiais e 5 milhões de euros, se forem corporais. Quando o valor a pagar às vítimas é superior, o capital é distribuído proporcionalmente ao valor que cada uma deveria receber.

Há direito a indemnização por danos corporais quando:

  • se desconhece o responsável pelo acidente ou este não tem seguro válido;
  • a seguradora do culpado está insolvente.

No caso de danos materiais, o fundo indemniza quando:

  • se conhece o responsável pelo acidente, mas este não tem seguro válido;
  • se desconhece o responsável. Neste caso, o fundo indemniza os danos corporais significativos (por morte, internamento hospitalar por 70 dias ou mais, incapacidade temporária absoluta superior a 60 dias ou incapacidade permanente igual ou superior a 15%);
  • o veículo causador do acidente não tem seguro válido, foi abandonado no local do acidente e a polícia elaborou o auto e confirmou o abandono.

Como participar o acidente

Nos serviços da Av. da República, 59, em Lisboa, ou na Rua Júlio Dinis, 127, no Porto. Também pode descarregar os formulários em asf.com.pt e enviá-los por correio ou para fga@asf.com.pt. Além dos dados do acidente, do lesado e do veículo responsável, inclua uma descrição e um esboço do acidente, identifique as testemunhas e inventarie os danos materiais.

O fundo marca a peritagem até dois dias úteis após a participação, tendo um prazo de 8 a 12 dias para a concluir. O relatório é emitido até quatro dias depois.

O fundo tem 32 dias úteis, após a participação, para informar o lesado e o responsável (quando conhecido) se paga o arranjo do veículo.

Em caso positivo, o responsável pelo sinistro tem cinco úteis para contestar e apresentar eventuais provas. Por sua vez, o fundo tem dois dias úteis para tomar uma decisão final.

Se o fundo assumir a responsabilidade, deve pagar a reparação no prazo de oito dias úteis. Posteriormente, pode exigir o reembolso do montante, acrescido de juros de mora, ao proprietário ou condutor do veículo causador do acidente.

Havendo danos corporais, o fundo tem 60 dias após a participação para pedir exames. A avaliação dos danos corporais é feita por um perito médico. Quantificados os danos, tem um prazo de 45 dias para comunicar se assume a responsabilidade e apresentar uma proposta de indemnização.

Caso tenhas achado este artigo útil PARTILHA com os teus amigos. Devemos partilhar informação útil no nosso Facebook, não só para divertimento, mas também para passar conhecimento e ajudar pessoas em situações menos boas, tal como este caso. Partilhar é ajudar!

Fonte: deco.proteste.pt
Retirado: muitofixe.pt

Mãe compra mesa do IKEA e faz dois buracos. A razão? Incrível

Toda a gente que teve LEGOs, ou têm filhos que brinquem com eles, conhece a dor de pisar numa pecinha dessas! Foi inspirada nisso que Sarah, do blog “A Little of This, A Little of That”, resolveu por em prática esta fantástica ideia. Ora veja.

O filho de Sarah recebeu uma enorme coleção de LEGOs no seu quinto aniversário. Segundo a mamãe, ela apenas precisou de 1 dia a pisar aquelas pequenas peças, para perceber que tinha de fazer alguma coisa para organizar aqueles brinquedos… Foi aí que ela resolveu criar uma “Mesa de LEGO”! Aprenda aqui como fazer uma para suas crianças também.

Materiais que vai necessitar:

  • Mesa de jantar de Ingo (Pinho Maciço) da IKEA
  • Baldes de tamanho médio da linha Trofast da IKEA
  • Serra tico-tico
  • Broca chata
  • Lixa
  • Tinta de spray
  • Selante incolor

Primeiro, você tem que montar a mesa IKEA.

A Little of This, A Little of That
A Little of This, A Little of That

Decida quantos baldes vai querer colocar na mesa, e meça cuidadosamente sua altura e largura.  Você pode fazer um esquema como esse para se orientar.

A Little of This, A Little of That
A Little of This, A Little of That
photo 1
A Little of This, A Little of That

Marque na mesa os tamanhos que mediu.

Agora, está na hora de cortar esses retângulos!

Sarah usou uma broca chata para fazer buracos nos cantos superiores da mesa.

A Little of This, A Little of That
A Little of This, A Little of That

Seguidamente, ela usou a serra tico-tico para cortar os retângulos, usando as linhas que desenhou para se guiar.

A Little of This, A Little of That

Quando os dois retângulos estavam cortados, ela lixou as extremidades.

hce
A Little of This, A Little of That

Este passo é opcional. Se você não gostar do aspeto da mesa, pode pintar com a tinta spray e depois usar o selante incolor.

A Little of This, A Little of That
A Little of This, A Little of That

Agora é só colocar os baldes nos buracos e colocar as peças LEGO no sítio e já está! Um lugar ideal para seu filho brincar sem ter as pecinhas espalhadas pela casa!

s
A Little of This, A Little of That

Mas se você quiser personalizar ainda mais essa mesa, veja essa dica. Sarah comprou três placas cinza de suporte de LEGOs, que colou com super-cola à mesa.

ss
A Little of This, A Little of That
A Little of This, A Little of That
A Little of This, A Little of That

O resultado final ficou incrível. Partilhe essa excelente ideia com os papais que você conhece!

A Little of This, A Little of That
A Little of This, A Little of That