Sabias que deves pôr a manteiga antes de torrar o pão? Eis o porquê

Pois, esta arrisca-se a ser a pergunta mais polémica de sempre do Casal Mistério. Mas, em tempos de polémica política, nós arriscamo-nos a lançar uma polémica culinária para alargar um pouco os temas de conversa na sociedade portuguesa.

Primeiro, a pergunta: costuma colocar a manteiga nas torradas antes ou depois de as tostar?

 

81K+a4yA+1L (1).jpg

Tenho de confessar que, cá em casa, nunca nos passou pela cabeça pôr a manteiga antes e torrar depois. Mas estes são tempos de mudança e, enquanto António Costa pensa na melhor maneira de formar Governo com o apoio do PCP, a jornalista Raquel Pelzel pensa na melhor forma de fazer uma torrada deliciosa. Em Setembro, Pelzel lançou o seu livroToast e é lá que explica qual a técnica ideal para fazer uma torrada. E, surpresa das surpresas, o melhor é pôr a manteiga antes de torrar.

Agora que já ultrapassou o choque inicial, quer saber os motivos por trás desta revolução? É para revolucionar que nós estamos aqui.

Primeiro, porque o pão vai absorver melhor o sabor da manteiga bem derretida. Depois, porque o calor vai caramelizar a manteiga derretida. Finalmente, porque a superfície onde está a manteiga vai ficar estaladiça ao contrário do que acontece quando se passa a manteiga com o pão já torrado e este amolece. Isto para já não falar do interior da torrada que ficará húmido e saboroso.

É claro que a minha querida Mulher Mistério já convocou uma manifestação nacional contra o excesso de gordura que se consome graças a esta técnica revolucionária, mas eu enfrentarei democraticamente os manifestantes na rua.

671afd4f-c2e8-4211-9dd0-0c2cb16ce8c3--food52_11-27

Tudo o que é preciso fazer é tirar pequenos pedaços de manteiga e espalhá-los em cerca de 70% da superfície – nem sequer é preciso barrar a manteiga, o que torna o processo mais simples quando esta está dura e acabada de sair do frigorífico. Depois coloque a fatia de pão deitada na torradeira e deixe tostar. É claro que, se tiver daquelas torradeiras em que as torradas ficam em pé, não pode ser, ou arrisca-se a acabar com um lago de manteiga no balcão da cozinha.

Nesse caso, o melhor é usar esta técnica do site Life Hacker: deite a torradeira e faça as torradas na horizontal.

Agora, vamos lá saber: quem é que alinha nesta revolução ao pequeno-almoço?

Retirado de: http://casalmisterio.blogs.sapo.pt/

Como fazer Pipocas semelhantes às do cinema

Pipocas de cinema feitas em casa!

Já fiz e são muito boas.

Aqui fica a receita:

Ingredientes:

  1. óleo vegetal;
  2. açúcar;
  3. milho para pipocas.

Preparação:

  1. Numa panela coloque um pouco de óleo de modo a cobrir todo o fundo. Cubra com uma camada de pipocas – que não devem ficar muito sobrepostas – e por cima coloque uma camada fina de açúcar.
  2. Leve ao lume mexendo um pouco até o açúcar derreter e tape depois a panela, deixando-a ficar a cozinhar sobre lume brando.
  3. De vez em quando agite a panela – para o açúcar não queimar – e deixe que as pipocas comecem a estalar. Vá agitando a panela à medida que as pipocas estalam até deixar de as ouvir.

Cuidadosamente retire as pipocas para um tabuleiro e espalhe-as e solte-as umas das outras – com a ajuda de uma colher de pau, pois estão bastante quentes.
Deixe arrefecer um pouco e coloque-as numa taça de servir.

Água com limão para desintoxicar o fígado

Beber muita água ao longo do dia é uma prática tanto saudável como adequada. Permite não só uma melhor hidratação, mas também ajuda o organismo a regular muitas de suas funções e a manter um ótimo estado de saúde.

Em nosso espaço falamos com frequência dos benefícios de começar o dia com um copo de água morna com limão. É uma forma de potencializar ainda mais as virtudes da água, com a ajuda de uma das frutas mais medicinais que a natureza nos ofereceu.

Mas… Você sabia que a água com limão atua também como um promotor de nossa saúde hepática? Descubra todos os dados neste artigo.

Por que a água com limão é boa para o nosso fígado?

Beber água com limão apenas nos levantamos e em jejum é um modo de ativar o sistema digestivo, de impulsionar a limpeza hepática e intestinal para depurar o nosso organismo de toxinas.

O que você pode fazer, por exemplo, é seguir esta terapia durante 7 dias seguidos, descansar por uma semana e ver como se sente.

Se perceber que se sente mais leve, que deixou de reter tantos líquidos, que suas digestões estão melhores e que, por exemplo, seu abdômen não incha no meio da tarde, é porque algo de bom está acontecendo em seu organismo.

Mas então, por que incluir o suco de um limão em nosso copo de água, e não o de outra fruta?

  • O limão é um antisséptico natural muito rico em vitamina C.
  • É uma das melhores frutas alcalinas que a natureza nos ofereceu.
  • Nos ajuda a restabelecer o equilíbrio de pH do corpo. Um organismo mais alcalino pode evitar muitas doenças e dispõe de tecidos mais saudáveis, protegidos e resistentes, frente ao ataque dos radicais livres.
  • Como você já sabe, o órgão responsável por filtrar as toxinas presentes no sangue é o fígado. Se lhe oferecermos uma fonte natural de antioxidantes e vitamina C, o protegeremos e melhoraremos suas funções.
  • Os limões, além disso, permitem melhorar a digestão, para podermos obter melhor os nutrientes dos alimentos devido aos intestinos estarem mais limpos.

Tudo isso permite que os nutrientes cheguem à corrente sanguínea sem toxinas, sem elementos nocivos que o fígado seria obrigado a depurar.

Descubra: Todas as propriedades curativas do limão

Água com limão para a gordura no fígado

Para tomar a água com limão em jejum é importante primeiro conhecer nossas necessidades e nossas particularidades. Por isso, recomendamos que você perceba primeiro como se sente.  Se esta receita provocar acidez ou mal-estar então deixe de tomar.

Um dado claro é que se trata de um tipo de terapia natural muito conhecida, um remédio caseiro que todos já tomamos alguma vez quando tivemos algum mal-estar.

Beber  água com limão é muito aconselhável para quem sofre de gordura nofígado. Estas são as razões:

  • O fígado, como você já sabe, é capaz de regenerar-se sozinho caso esteja afetado ou danificado. Mas é muito comum que se inflame, que suas células hepáticas se encham de gordura e que deixe de poder desempenhar suas funções depurativas.
  • Começar o dia com este tratamento ajudará você a depurar gorduras, açucares e a desinflamar o fígado, enchendo-o de antioxidantes e da sempre adequada vitamina C.
  • Ajudará você a manter um organismo mais alcalino, ideal para favorecer o seu bem-estar e fortalecer o sistema imunológico.

Deseja ler mais? Conheça como o limão pode ajudar você a perder peso

Água com limão em caso de cirrose ou hepatite

Tanto a cirrose como a hepatite se relacionam com um importante déficit vitamínico. Consumir água com limão é uma fonte natural de benefícios que vale a pena ter em conta nessas situações.

Além disso, não podemos nos esquecer de que o limão é um citrino, que tem um índice glicêmico muito baixo e que é muito mais saudável que outros alimentos ricos em carboidratos simples.

Como devo tomar água com limão para fortalecer o meu fígado?

O mais adequado é prepararmos um suco de meio limão. Garanta que seja orgânico. Em seguida, basta misturá-lo com um copo de água morna (200 ml).

Beba-o com o estômago vazio ao acordar e, depois, espere 30 ou 35 minutos antes de tomar o café da manhã.

Siga este tratamento ao longo de uma semana e descanse na semana seguinte, observando a todo o momento como se sente.

Descubra: Os benefícios da casca de limão

Quando não é conveniente tomar água com limão?

Você não deve tomar água com limão se sofrer de cálculos biliares. O limão aumenta a produção de bílis com o objetivo de melhorar a digestão mas, por sua vez, esse excesso de bílis pode levar a uma drenagem excessiva e a um maior risco de formação de cálculos.

Não será recomendável abusar do suco de limão, já que  tomá-lo em excesso pode causar acidez. Então, se você observar, por exemplo, que o consumo de metade do suco desta fruta lhe causa algum desconforto, uma solução é colocar um pouco menos ou diluir com mais água.

Se encontrar a quantidade ideal para o seu organismo, poderá beneficiar-se de suas virtudes e cuidar melhor do seu fígado. Vale a pena!